Páginas

9 de novembro de 2011

A Novembrada de 1979 - Quando os estudantes tinham motivos para protestar


Neste 30 de novembro de 2011 teremos 32 anos do incidente que ocorreu em Florianópolis, conhecido como "A Novembrada" e que foi o início dos movimentos políticos que derrubaram a ditadura militar no Brasil. 

Estudantes, aliados a donas de casa, taxistas, comerciantes e pequenos empresários uniram-se contra uma visita do então presidente do Brasil, General Figueiredo, e burlando todos os avisos, cordões de isolamento e reação da Guarda Nacional partiram para cima do Presidente, mexendo tanto com seus brios que provocaram - segundo reza a lenda - lágrimas de revolta nos olhos de Figueiredo. Também segundo relatos, em resposta a um "gesto" obsceno do excelentíssimo, pediram em coro para que o mesmo "se dirigisse a meretriz que lhe deu a luz", mas não nestes termos. 






7 de novembro de 2011

A Caverna do Monte Tianmen - O Portal do Céu



O monte Tianmen fica 8 quilômetros ao sul da cidade de Zhangjiajie, dentro do Parque Nacional de mesmo nome, na província de Hunan, China Central.
Com forma  semelhante a uma mesa, a montanha tem 1.518 metros de altitude acima do mar e 2,2 quilômetros quadrados de superfície no topo. 







Um dia, no ano de 260, o governador local passou por ali e, casualmente, uma parte da montanha desmoronou e apareceu no precipício uma caverna. O imperador soube da notícia e achou que era um bom presságio. Ele denominou o monte Tianmen, que quer dizer porta do céu. A partir daí, a montanha ficou conhecida em todo o país.



1 de novembro de 2011

O Metrô de Moscou - Uma obra de arte do período Stalinista

A construção do metrô de Moscou, um dos mais belos do mundo, não foi uma simples obra de transporte público. Com ele, Stálin queria mostrar até onde a União Soviética era capaz de chegar.



Lazare Kaganovitch, ministro dos Transportes da União Soviética, não poderia ter resumido melhor o clima daquela cerimônia de inauguração, em maio de 1935: “A vitória do metrô é a vitória do socialismo!” Chegava ao fim uma das mais grandiosas obras de transporte público de todos os tempos. Kaganovitch, que conduzira a construção da primeira linha do metrô de Moscou, discursava diante de técnicos e trabalhadores que haviam participado da épica empreitada. Na platéia do suntuoso salão, enfeitado com bandeiras vermelhas, estava também o alto comando do Partido Comunista da União Soviética (o que, na prática, significava a mesma coisa que o alto comando do país).